● Um imenso tapete verde, com cerca de 25 hectares, ziguezagueado por pequenos arbustos de formas rectas e simétricas, transporta-nos de uma das zonas altas da cidade, até ao leito do rio. Ali, sentimos toda a imensidão de uma cidade que permanece de braços abertos a todas as culturas, a todos os credos, a todas as ideologias.
A pandemia votou o Parque Eduardo VII ao silêncio… Sem o frenesim dos turistas, sem o rebuliço de uma cidade do centro da Europa, está hoje entregue aos pombos, pavões e gaivotas, que esperam ansiosamente o fim de um confinamento que se prolonga há demasiado tempo.
Paredes meias com o Parque Eduardo VII existe um dos bairros mais nobres da cidade, o Bairro do Alto do Parque. Com dimensão semelhante ao Parque, este simpático Bairro conta com um dos Liceus mais emblemáticos da cidade (Maria Amália Vaz de Carvalho), alguns dos hotéis mais luxuosos de Lisboa, restaurantes, pequeno comércio e muitos escritórios.
O Bairro do Alto do Parque poderia ser um bairro residencial modelo no centro da cidade… Podia ser, mas não é!
Quando o lusco-fusco aparece, a esquadria perfeita do Bairro transforma-se e dá lugar à prostituição, à criminalidade e à insegurança.
Nas esquinas, que de dia nos parecem perfeitas, não há amor, não há luz, não há vida… Há mulheres que, por dinheiro, necessidade e pobreza social, vendem o corpo, em troca de algo que as faça esquecer o cliente.
Nas ruas, que de dia são povoadas por famílias, há carros que, na calada da noite, entram no carrocel da prostituição, cujos ocupantes avaliam, em cada esquina, o que aquelas mulheres lhes podem proporcionar.
É esta a realidade do Bairro.
É esta a realidade que se prolonga há demasiados anos.
É esta a realidade que as entidades competentes fingem não existir.
Aqui não há lei nem pandemia, não há estados de emergência nem direito ao descanso e sossego, não há fiscalização nem proibições.
Aqui, na escuridão da noite, ao postigo, ou de porta aberta, tudo se vende, tudo se faz.f

PUB







Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.