● É preciso ter um grande estofo para frequentar o Futebol! O vírus está a deixar rasto. Era uma oportunidade para clarificar e definir ideias. Era um bom momento delinear desde já não só a época de 2020/2021, mas sim o futuro. Ora, o que tem vindo a ser preparado são projectos que todos sabemos sem futuro.
No caso do Futebol Feminino cheira-me a encomenda de alto quilate. Não é possível acreditar em boa vontade quando há cerca de dois meses se discutia no Algarve a hipótese de o campeonato passar para 10 clubes para melhor dinamizar a competição. Na altura, referiu-se que não havia ainda “massa crítica” suficiente para ter uma Divisão de qualidade com 12 clubes. Entretanto, uma varinha mágica resolveu todos os problemas referido na reunião do Algarve, ou seja, a competitividade e as datas para as selecções. A Federação Portuguesa de Futebol determinou o alargamento de 12 para 20 equipas a participar, a partir da próxima época, no Campeonato Nacional da 1.ª Divisão de Futebol Feminino. Banalizou-se esta competição. O empenhamento e a dedicação de colectividades como o Clube Futebol Benfica no desenvolvimento desta modalidade está a ser atraiçoado. O que se fez não se faz. Os clubes da I Divisão, “os pés descalços” não foram ouvidos.
Com 74 anos e 60 de futebol já vi muitos filmes parecidos com este, mas cedências tão grandes de uma assentada são muito estranhas. Em nome da dignidade, expresso o mais vil repúdio pelo tratamento que nos deram pela calada da noite.f

PUB







Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.