A presença portuguesa no 1.º Open Internacional de Ténis Feminino terminou nos quartos de final em pares. Em singulares, a melhor tenista foi Matilde Jorge, mas não passou dos oitavos-de-final do torneio, que foi ganho por Lulu Sun, uma tenista amadora, que compete e estuda na Universidade do Texas.

● O 1.º Open Internacional de Ténis Feminino de São Domingos de Benfica contou com nove portuguesas na fase de qualificação: Maria Beatriz Teixeira, Matilde Morais, Alexandra Silva, Inês Oliveira, Beatriz Paciletti da Costa, Sofia Pinto, Mariana Campino, Leonor Oliveira e Beatriz Neves. Destas jogadoras, só Inês Oliveira seguiu em frente na primeira ronda da fase de qualificação, não conseguindo assegurar o acesso ao quadro principal na segunda ronda. A tenista do Lisbon Tennis Academy, 12.ª melhor cotada, não conseguiu contrariar a dinamarquesa Olga Helmi, sexta melhor cotada. A tenista lusa foi derrotada em 55 minutos de encontro, com os parciais de 6-1 e 6-1, por uma oponente que esta época já ergueu um troféu em Monastir, Tunísia. Com o afastamento desta jogadora, o contingente luso ficou reduzido às quatro atletas convidadas para o quadro principal: Matilde Jorge, Sara Lança, Elizabet Hamaliy e Carolina Azadinho. Francisca Jorge, tetracampeã nacional, foi uma baixa de última hora, impedida de participar na prova devido a um problema físico.

Singulares não passam da primeira ronda


Em singulares, Matilde Jorge, de 17 anos, falhou o acesso aos quartos-de-final, depois de ter derrotado a compatriota Sara Lança na ronda inaugural. Este foi o único confronto luso do torneio. Matilde Jorge mediu forças com a finlandesa Anastasia Kulikova, quatro anos mais velha e quase 1000 lugares acima da portuguesa no ranking WTA (Matilde é 1378.ª e Kulikova ocupa o 393.º posto). A finlandesa triunfou por 6-4 e 6-0 em uma hora e 15 minutos. A derrota da Vice-campeã nacional de sub-18 e membro da selecção nacional da Billie Jean King Cup (ex-Fed Cup), deixou o quadro principal de singulares sem a presença de tenistas portuguesas.
Na primeira ronda, Carolina Azadinho (wild card), de 18 anos e jogadora do MP Ténis, perdeu por 6-2 e 6-2 para a indiana Riya Bhatia, e Sara Lança, de 24 anos e tenista do MP Ténis no CIF e 1063.º do ranking WTA, foi derrotada por Matilde Jorge por 6-1 e 6-3, no único confronto entre tenistas nacionais no quadro principal de singulares do Open Internacional.
Também a luso-ucraniana Elizabet Hamaliy, de 20 anos, uma das quatro tenistas da casa presenteadas com um wild card para o quadro principal, não superou o jogo de estreia. Hamaliy, 1075.ª classificada no ranking WTA, mediu forças com a brasileira Ingrid Gamarra Martins, quatro anos mais velha e 462.ª colocada na hierarquia, que ganhou o encontro por 6-0 e 7-5. Com esta derrota, a presença portuguesa no quadro de singulares ficou reduzida a Matilde Jorge que assegurou o apuramento para a segunda ronda.

Dupla chega aos quartos-de-final


A presença portuguesa acabou por ficar assegurada nos pares com a dupla Matilde Jorge/Elizabet Hamaliy a atingir os quartos-de-final. Esta dupla já não conseguiu passar à fase seguinte, tendo sido afastada pela dupla 4.ª cabeça de série constituída pelas japonesas Mana Ayukawa/Mei Yamaguchi, pelos parciais de 6-2 e 6-3, em 65 minutos. Carolina Azadinho, que fez dupla com a britânica Sashi Kempster, também não seguiu em frente, o mesmo acontecendo com as duplas Mariana Campino/Inês Oliveira e Beatriz Paciletti da Costa/ Alexandra Silva.

Dar mais oportunidades


O 1.º Open Internacional de Ténis Feminino de São Domingos de Benfica, um torneio com prémios no valor de 25 mil dólares (cerca de 21 mil euros), decorreu nos campos do clube São João Ténis, tendo sido organizado pela MP Ténis de Manuel Sousa, com os apoios da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica e Federação Portuguesa de Ténis (FPT). Este torneio integra o circuito da Federação Internacional de Ténis (ITF World Tennis Tour) e conta para a classificação do circuito profissional feminino (WTA).Este torneio sucede ao Open de Ténis Masculino de São Domingos, realizado em 2016 e 2017, cujas edições foram ganhas por dois antigos campeões nacionais, Fred Gil e João Monteiro.
A opção pelo sector feminino visou “proporcionar mais oportunidades de competição às tenistas portuguesas, sobretudo às que integram a Selecção Nacional” explicam os organizadores do torneio. O 1.º Open Internacional de Ténis Feminino de São Domingos de Benfica decorreu entre 4 e 11 de Julho.
REDACÇÃO

[bdp_ticker ticker_title=”Últimas” theme_color=”#dd9933″ font_color=”#000000″ font_style=”bold-italic” ticker_effect=”fade”]

Quanto vale este artigo?

A SUA CONTRIBUIÇÃO É UM FACTOR DE PROTECÇÃO DA INDEPENDÊNCIA EDITORIAL DO ‘FREGUÊS’. CONTRIBUA PARA A DEFESA DA CAUSA PÚBLICA E A INVESTIGAÇÃO DE QUESTÕES CRÍTICAS PARA A VIDA COMUNITÁRIA.

PUB







Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.