● Neuville, cidade da região de Lyon, onde o Clube Futebol Benfica (CFB) se deslocou duas vezes: a última visita mercê do comportamento desportivo e social do ano anterior.
No primeiro ano, o CFB realizou uma prova extraordinária que entusiasmou os portugueses que por ali viviam. O Estádio recebeu uma massa humana fora do vulgar, tal era o entusiasmo que as exibições do clube geraram entre os adeptos que compareceram com tambores, bandeiras e outros adereços. O CFB foi vencendo os adversários e acabou por ser derrotado na final através da marcação por penaltis. Não quis a sorte que tivesse ganho este Torneio, mas merecia.
Todavia, um episódio encheu de satisfação e orgulho toda a caravana e, sobretudo, os miúdos. Ao terceiro dia de Torneio e vencendo todos os jogos, o Zeca Fontes abordou-me e disse-me: “Presidente, logo à noite o Cônsul de Portugal em Lyon vem visitar a comitiva”.
Avisado, transmiti aos atletas para se apresentarem no jantar com indumentária de saída. Assim foi. Todos prontos, à mesa com compostura, aguardávamos a chegado do diplomata. O senhor Cônsul, mal abriu a porta da sala, exclamou: “Mas é o Fofó!”, disse surpreendido. E revelou: “Foi o Clube onde joguei hóquei em campo quando era estudante”. Todos nos sentimos bem reconhecidos. Afinal, não é todos os dias que fora do País acontece uma situação semelhante.
O episódio foi mais um motivo de satisfação que se somou ao êxito desportivo e social do CFB que fez história.f

PUB







Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.