No dia 26 de Maio, Carlos Moedas, presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML), lançou a primeira pedra da construção de 50 novas habitações no Bairro da Boavista, implicando um investimento superior a 6,5 milhões de euros.

● Estes fogos distribuídos por cinco blocos (10 lotes) com tipologias de T1 a T4, estão “preparados para a construção de uma nova divisão sem aumento da área construída”, refere a CML. Um objectivo alcançado “com o sobredimensionamento da sala original, deixando circuitos eléctricos independentes entre zonas, duplicação de portas de acesso e existência prévia de um vão”, precisa a autarquia. Esta é a 3.ª fase da requalificação do bairro e tem um prazo de execução de 22 meses, implicando um investimento de 6.560.340 euros.
Segundo o Município, “o processo de realojamentos do Bairro da Boavista prevê que os residentes na zona das alvenarias passem a habitar em novas casas no mesmo bairro”, acrescentando que “o número actual de famílias a realojar é de 153, estando prevista a construção de 316 fogos, número em que se incluem os 40 fogos cuja construção se encontra em curso desde Maio de 2021, e os 50 novos fogos a construir”.

Seja dos primeiros a saber!  Quinta da Granja: associação de moradores constituída em Julho
Últimas
Seja dos primeiros a saber!  "Entre Vizinhos" voltam em pleno


Quanto vale este artigo?

A SUA CONTRIBUIÇÃO É UM FACTOR DE PROTECÇÃO DA INDEPENDÊNCIA EDITORIAL DO ‘FREGUÊS’. CONTRIBUA PARA A DEFESA DA CAUSA PÚBLICA E A INVESTIGAÇÃO DE QUESTÕES CRÍTICAS PARA A VIDA COMUNITÁRIA.







Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.