Pela primeira vez, a equipa de seniores masculinos do hóquei em campo do Clube de Futebol Benfica (CFB) é composta exclusivamente por atletas formados no clube. Cinco elementos que estão no CFB desde o primeiro grau da formação e chegam agora ao escalão maior, onde podem jogar a partir dos 16 anos.
 
●  A época 2019/2020 segue-se a um ano vitorioso, durante o qual o Fofó foi campeão nacional em todos os escalões de formação até aos 16 anos no hóquei em sala e nos sub-11 do hóquei em campo, tendo ainda atingido a final nos sub-13 de hóquei em campo e nos sub-16 de hóquei em sala. Segundo Sónia Santos, coordenadora da modalidade, já distinguida pela Federação Portuguesa de Hóquei, “ficámos satisfeitos e os miúdos portaram-se muito bem”.
Estes êxitos devem-se a Sónia Santos que lidera um projecto de formação desde 2012/2013, com o propósito de não deixar morrer uma modalidade que já foi a “estrela” do CFB. Até então, o clube só tinha hóquei em campo sénior.  Desde aquela altura, tem ganho sempre alguma competição. Hoje, o clube tem 30 atletas na formação e mais de cerca de 20 nos séniores, entre masculinos e femininos. A modalidade é a segunda principal, a seguir ao futebol. A secção de hóquei em campo do CFB é, aliás, a mais antiga do País.
Apesar das vitórias, a responsável admite que foi um ano complicado em termos financeiros. “Tivemos a queda do muro do campo de hóquei pelo que fizemos toda a época sem o podermos usar”, refere, acrescentando que os gastos com a modalidade se situam entre 10 e 15 mil euros. Considerando que na época 2019/2020 todos os escalões estão em competição, Sónia Santos admite que o próximo orçamento da modalidade deverá pelo menos rondar esse valor.
Outra dificuldade que identifica é a do recurso ao pavilhão do Bairro da Boavista para treinar, que só puderam usar entre as 23h30 e as 00h30, porque era o horário disponível, dado que o espaço tem muita solicitação.
Uma curiosidade: o guarda-redes de hóquei em campo Guilherme Lopes, de 17 anos, já é “internacional A” pela selecção nacional da modalidade, embora não tenha sido sénior pelo clube. Uma situação que se fica a dever ao mérito do atleta, bem como ao facto de no plano internacional ser permitido jogar nesse escalão com a sua idade.f
JORGE ALVES
 
Palamarés 2018 /2019
 
Seniores Femininos
• 3.º Lugar no Campeonato Nacional de Hóquei em Campo
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei de Sala  • 3.º Lugar no Campeonato Nacional de Hóquei de Sala
• Vencedor no Torneio Internacional de Worms (Alemanha)
Seniores Masculinos
• 2.º Lugar no Torneio Internacional de Worms (Alemanha)
     
Sub 18
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei em Campo  • 3.º Lugar no Campeonato Nacional de Hóquei em Campo
• 4.º Lugar no Campeonato Nacional de Hóquei de Sala
 
Sub 16
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei em Campo  • 2.º Lugar no Campeonato Nacional de Hóquei em Campo
• Campeão Nacional de Hóquei de Sala 
   
Sub 13
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei em Campo  • 2.º Lugar no Campeonato Nacional de Hóquei em Campo
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei de Sala  • Campeão Nacional de Hóquei de Sala
     
Sub 11
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei em Campo  • Campeão Nacional de Hóquei em Campo 
• Vencedor da Fase Regional Sul Hóquei de Sala  • Campeão Nacional de Hóquei de Sala

Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.