Menos de um ano depois de ter sido intervencionada de urgência, parte da muralha de contenção existente na Praia das Avencas, junto à Avenida Marginal, voltou a sofrer uma nova derrocada. O incidente, que não causou vítimas, ocorreu no passado dia 29 de Setembro, ao início da tarde, por volta das 14h30, sendo que o acesso à praia foi interditado pelas autoridades.

● A Câmara Municipal de Cascais solicitou à Agência Portuguesa do Ambiente que enviasse técnicos ao local para avaliarem a situação, de forma a poderem ser prevenidas novas derrocadas.
Recorde-se que a muralha de contenção foi alvo de uma intervenção em Novembro do ano passado, devido ao estado de degradação que apresentava, no seguimento de outras derrocadas.
Na altura, as obras de emergência realizadas, sob a responsabilidade da Câmara Municipal de Cascais, obrigaram a encerrar a circulação rodoviária na faixa mais à direita da Avenida Marginal, no sentido Cascais-Lisboa, entre São Pedro e a Parede. Esta intervenção implicou um investimento de 150 mil euros.
A CMC anunciou a necessidade de uma obra estrutural, cujo projecto seria lançado através de concurso público, “depois tem de ter o visto do Tribunal de Contas”.
Na ocasião, a empresa ‘Infraestruturas de Portugal’ divulgou um comunicado a informar que “a muralha não suporta directamente a Estrada Marginal, cuja plataforma rodoviária assenta num maciço rochoso calcário que mantém a sua integridade”.f

Comente esta notícia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.