Bairro da Boavista: projecto monitoriza consumo de água

Bairro da Boavista: projecto monitoriza consumo de água

20 de Outubro de 2022 0 Por freguesredaccao

O Bairro da Boavista integra um projecto piloto que visa a eficiência hídrica e energética de um programa de certificados de Adaptação Climática (Climate Ready) que estão a ser testados pela ADENE – Agência para a Energia.

Bairro da Boavista

● Tal como sucede em outras freguesias de Lisboa onde o projecto vai ser implementado, a escolha dos imóveis do Bairro da Boavista foi sugerida pela Câmara Municipal de Lisboa (CML), “por serem edifícios cujos projectos foram promovidos por empresas camarárias, o que facilita a identificação das peças dos projectos que necessitamos para fazer a avaliação dos edifícios, a recolha de informação e permite a redução do número de interlocutores para a sua caracterização”, refere Pedro Cardoso, gestor de projectos da agência. Segundo este responsável, “a escolha de alguns edifícios do Bairro da Boavista foi também sugerida pela participação destes moradores no programa ‘Lotes com Vida’”. Muitos destes residentes já têm experiência na colaboração com outros projectos europeus, “facilitando desta forma a sua interacção com o projecto BWaterSmart”, no âmbito do qual os certificados ‘Climate-Ready’ são atribuídos.
Participação voluntária
A participação dos moradores é voluntária e não implica qualquer encargo. Aos que se voluntariarem será pedido que permitam “fazer uma auditoria aos equipamentos hídricos das suas habitações (torneiras, máquinas de lavar, caldeiras, etc.), em dois momentos, a primeira em 2022 e a segunda em 2024, e que nos comuniquem o consumo de água mensal, das suas habitações, até ao final do projecto, em 2024”, esclarece Pedro Cardoso.
No Bairro da Boavista, a auditoria ainda não se realizou e só deverá realizar-se quando estiverem identificados todos os voluntários. Até ao momento estão confirmados seis.
Até final de Setembro, realizar-se-á mais uma sessão de esclarecimento sobre vários aspectos do projecto, visando a captação de voluntários. Só depois se seguirá a auditoria, na qual está em causa a verificação dos equipamentos hídricos existentes, a realização de ensaios e medições de caudal e pressão e a monitorização do consumo de água mensal dos aderentes pelo período estimado de um ano.
Os moradores aderentes beneficiarão de acompanhamento técnico na identificação de oportunidades de melhoria da eficiência hídrica e energética nas suas habitações e possibilidades de poupança resultantes da auditoria.
A ADENE prevê realizar quatro eventos gratuitos de promoção de boas práticas de uso da energia e água e atribuirá o certificado ‘Climate-Ready’.f
JORGE ALVES

O que são os certificados ‘Climate-Ready’

● Os certificados ‘Climate-Ready’ inserem-se num projecto, denominado ‘B-WaterSmart Building a Water-Smart Society and Economy’, co-financiado pelo Programa Horizonte 2020 iniciado em 2019, com o propósito de “estudar e implementar medidas de adaptação climática em seis cidades costeiras, na Europa, para que estas sejam mais resilientes à escassez de água e adaptadas aos desafios das alterações climáticas”.
Os seus principais eixos de actuação visam reduzir as necessidades hídricas, em particular das necessidades de água potável, melhorar as soluções de recuperação e reutilização de recursos hídricos e aumentar a eficiência na utilização de recursos hídricos.
Em Portugal, além da ADENE, participam a CML, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil, a Lisboa e-Nova, a Águas do Tejo Atlântico, a Baseform e Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, que constituem o ‘Laboratório Vivo de Lisboa B-WaterSmart’.
Esta entidade visa elaborar um protocolo para a utilização, em Lisboa, de água reciclada para a rega de espaços verdes, promover o Observatório da Água, elaborar um balanço água, energia e nutrientes das águas subterrâneas para Lisboa, elaborar planos de gestão de risco para a utilização de água reciclada, elaborar um modelo de qualidade de água ao longo da distribuição da água reciclada em Lisboa e desenvolver os certificados de Adaptação Climática (Climate-Ready) para o edificado.
O Certificado Climate-Ready, ainda em fase de desenvolvimento pela ADENE, é o único que reune a avaliação de desempenho Hídrico, Energético (apenas usos da água) e de Adaptação Climática de um imóvel.

Este artigo vale:

€0,50
€0,80
€1,00

Agradecemos o seu contributo para uma imprensa local autónoma, independente e livre.

Donativo

Author

Facebooktwitterlinkedininstagramflickrfoursquaremail