Arte Urbana: Graffiters homenageiam Nomen, o fundador

Arte Urbana: Graffiters homenageiam Nomen, o fundador

17 de Outubro de 2022 0 Por Redacção

A edição deste ano dNomen, um dos fundadores da Arte Urbana em Portugal, faleceu no passado dia 4 de Agosto, com 48 anos. Para perpetuar a memória do artista, no território da freguesia berço daquele género de expressão artística em Portugal, YouthOne (Adalberto Brito), outro dos precursores do Graffiti, com a ajuda de familiares e amigos de Nomen, realizou um trabalho dedicado à sua vida e obra no mural do Passeio Padre Aleixo, em Carcavelos.o Programa Bairro Feliz promovido pela cadeia de supermercados Pingo Doce encontra-se já na fase de votação, que está a decorrer nas lojas até ao próximo dia 22 de Outubro. Relativamente à freguesia, estão em causa 10 projectos distribuídos por cinco lojas, três em Carcavelos e duas na Parede.

Nomen

● Nascido em 1974 em Angola, Nomen frequentou a Escola Secundária de Carcavelos e viveu nesta freguesia. Um dos últimos trabalhos que assinou foi a requalificação de um mural existente na Rua 5 de Outubro. Internacionalmente, o artista pintou murais em vários paises, divulgando a sua arte também além-fronteiras, nomeadamente no Museu do Louvre, em Paris.
França, Alemanha, Espanha, Holanda, Inglaterra, Suíça, Israel, Índia e Panamá foram alguns dos países onde a arte de Nomen conquistou apreciadores, sendo que o artista colaborou também com inúmeras empresas e instituições de topo, tendo ainda realizado produções artísticas para câmaras municipais e juntas de freguesia de Norte a Sul de Portugal. Nomen ficou associado ao Graffiti Nacional desde 1989, quando começaram a surgir as primeiras manifestações artísticas do género na zona de Carcavelos, considerado o berço deste tipo de Arte Urbana. Inicialmente consideradas ilegais, as pinturas murais acabaram por conquistar um estatuto próprio e um número crescente de admiradores. O artista carcavelense foi um dos principais responsáveis por esta mudança de atitude.

Artista autodidacta
Depois de vários anos a pintar paredes e muros nas ruas, como artista autodidacta, numa altura em que esta forma de Arte Urbana não era ainda reconhecida, Nomen acabou por seguir a via da profissionalização, criou o seu próprio estúdio e projecto artístico e tornou-se num dos graffiters mais respeitados e requisitados de sempre em Portugal. Em 2018, para assinalar os 30 anos deste tipo de expressão artística entre nós, a Double Trouble Crew, um projecto inovador de produção de arte urbana fundado em 2015 por Nomen, Ram e Utopia, criou um evento colectivo durante o qual foram pintados vários murais.
Em Agosto de 2019, numa entrevista ao ‘FREGUÊS DE CARCAVELOS PAREDE’, separou a arte de algum vandalismo e admitiu estar descontente em relação à forma como a sociedade tem respondido à disponibilidade dos graffiters para partilharem a sua arte com a comunidade.f
LUIS CURADO

Este artigo vale:

€0,50
€0,80
€1,00

Agradecemos o seu contributo para uma imprensa local autónoma, independente e livre.

Donativo
Facebooktwitterlinkedininstagramflickrfoursquaremail