LNEC recomenda inspecção estrutural

LNEC recomenda inspecção estrutural

15 de Abril de 2022 0 Por redacção

Um estudo sobre a vulnerabilidade sísmica dos edifícios escolares realizado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), encomendado pelo Departamento de Educação da Câmara Municipal de Lisboa (CML), recomenda uma inspecção estrutural à Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho (ESMAVC). Não obstante, este estabelecimento de ensino é um dos quatro da cidade de Lisboa excluídos da avaliação “por não respeitarem os pressupostos base do estudo solicitado pela CML ou por não disporem de dados que permitam a execução da análise”.

[automatichxmenu]● De acordo com o documento, “os desenhos que foram obtidos (através do Atlas da Arquitectura Escolar em Portugal) não possuem cotas (dimensões em planta, espessuras das paredes, etc.) nem pormenores dos pavimentos em betão armado da parte principal do edifício (secções, localização das vigas, orientação das armaduras das lajes, etc.), apenas de uma pequena ampliação do edifício”, pelo que falta “informação suficiente para prosseguir com as simulações numéricas necessárias à análise”.
O LNEC refere também que está em causa “um edifício significativamente grande e complexo e que, como tal, necessita de um levantamento detalhado, à semelhança da Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional”, acrescentando “o facto de possuir três salas grandes junto à fachada principal, com duplo pé direito na zona central, que deverão ser alvo de uma análise de pormenor, nomeadamente com recurso a ensaios de identificação dinâmica”.

[perfectpullquote align=”left” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”#ffa100″ class=”” size=””]

ESMAVC aguarda contacto para a realização da inspecção estrutural recomendada pelo LNEC, que não tem data marcada.

[/perfectpullquote]

Ao ‘FREGUÊS DE AVENIDA NOVAS’, José Orlando, vice-director da ESMAVC, manifestou satisfação pelo facto de a escola estar a ser monitorizada, até porque “a ESMAVC carece de algumas intervenções profundas”, algumas delas “urgentes, como as relacionadas com a canalização e com a impermeabilização de alguns espaços do edifício”. Neste momento, a ESMAVC aguarda contacto para a realização da inspecção estrutural recomendada pelo LNEC, que não tem data marcada.
Os restantes estabelecimentos de ensino com carência de informação para uma análise seguindo os pressupostos deste estudo são a Escola Profissional de Ciências Geográficas, a Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional e a Escola Básica Vasco da Gama.

Directrizes da inspecção

Os técnicos entendem que o objectivo da inspecção estrutural recomendada “passa por dotar a gestão do edifício de dados de informação que possibilitem a avaliação do actual estado de segurança do mesmo, assim como suportar projectos de intervenção futura que venham a ser desenvolvidos”. Na sua opinião, essa inspecção “deve basear-se em cinco passos fundamentais”: levantamento arquitectónico e elaboração de plantas, alçados e cortes dos edifícios em formato digital; identificação do sistema construtivo da estrutura dos edifícios originais e posteriores intervenções realizadas ao longo do tempo, com caracterização geométrica e material dos diversos elementos estruturais dos edifícios, nomeadamente no que respeita aos elementos estruturais que compõem as paredes, pisos e coberturas e com laboração de plantas estruturais em formato digital dos edifícios, englobando cortes estruturais; avaliação do estado de conservação dos elementos estruturais e ligações estruturais, com levantamento das anomalias estruturais e não estruturais; caracterização mecânica, com recurso a ensaios in situ (por exemplo ensaios de macacos planos para paredes de alvenaria) ou recolha de provetes para análise laboratorial, de betões, elementos metálicos, paredes de alvenaria e elementos de madeira com função estrutural, como é o caso das treliças de cobertura; e realização de ensaios in situ para caracterização do comportamento dinâmico do edifício, nomeadamente através de ensaios de identificação dinâmica dos modos de vibração dos edifícios.
O estudo salienta que “estes passos fundamentais não constituem um caderno de encargos, podendo, ainda assim, ser utilizados na elaboração das cláusulas e especificações técnicas de tal documento”.

[siteorigin_widget class=”HootKit_CTA_Widget”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”Jetpack_Top_Posts_Widget”][/siteorigin_widget]

https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

@import url(https://atomic-temporary-164655294.wpcomstaging.com/wp-content/plugins/siteorigin-panels/css/front-flex.min.css); #pgc-13057-0-0 { width:75%;width:calc(75% – ( 0.25 * 5px ) ) } #pgc-13057-0-1 { width:25%;width:calc(25% – ( 0.75 * 5px ) ) } #pl-13057 .so-panel { margin-bottom:5px } #pl-13057 .so-panel:last-of-type { margin-bottom:0px } #pg-13057-0.panel-has-style > .panel-row-style, #pg-13057-0.panel-no-style { -webkit-align-items:flex-start;align-items:flex-start } #panel-13057-0-0-0> .panel-widget-style { background-color:#000000;padding:10px 10px 10px 10px } #panel-13057-0-0-2> .panel-widget-style { background-color:#ffaa00 } #pgc-13057-0-1 { align-self:auto } #panel-13057-0-1-0> .panel-widget-style { background-color:#c6c6c6 } #panel-13057-0-1-1> .panel-widget-style { background-color:#e8e8e8;padding:10px 10px 10px 10px } @media (max-width:1024px) and (min-width:780px) { #panel-13057-0-0-0> .panel-widget-style { padding:0px 0px 0px 0px } } @media (max-width:780px){ #pg-13057-0.panel-no-style, #pg-13057-0.panel-has-style > .panel-row-style, #pg-13057-0 { -webkit-flex-direction:column;-ms-flex-direction:column;flex-direction:column } #pg-13057-0 > .panel-grid-cell , #pg-13057-0 > .panel-row-style > .panel-grid-cell { width:100%;margin-right:0 } #pgc-13057-0-0 { margin-bottom:5px } #pl-13057 .panel-grid-cell { padding:0 } #pl-13057 .panel-grid .panel-grid-cell-empty { display:none } #pl-13057 .panel-grid .panel-grid-cell-mobile-last { margin-bottom:0px } }